Santa Catarina

Área 95.346km²
(1,1% do território nacional)
Habitantes 5.866.568
(3,2% da população nacional)
Capital Florianópolis

Santa Catarina

Florianópolis

Florianópolis, a capital de Santa Catarina, é um dos mais importantes destinos turísticos do Brasil. A cidade se espalha por uma ilha costeira – a Ilha de Santa Catarina, com 424,4 km² – e alguns bairros localizados numa pequena península continental com 12,1 km², totalizando 436,5 km². Neste território, contam-se uma centena de praias, montanhas, áreas de preservação permanente, Mata Atlântica, dunas e duas grandes lagoas: a do Peri e a da Conceição, um dos cartões-postais da cidade.

Floripa, como é popularmente conhecida, é muito mais que praia e natureza. Com cerca de 400 mil habitantes, exibe os mais altos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) entre as cidades brasileiras – é a capital com melhor qualidade de vida do país. Possui centenas de restaurantes, bares e uma excelente estrutura hoteleira – são mais de 30 mil leitos em centenas de hotéis, pousadas e o melhor resort de praia do Brasil, localizado na Praia do Santinho.

Entre os principais atrativos estão as belezas das praias que se espalham de Norte a Sul da Ilha, as paisagens naturais que propiciam a prática de atividades de ecoturismo e turismo de aventura e o legado dos colonizadores luso-açorianos, como as fortalezas e igrejas históricas e o casario preservado em diferentes localidades.

Moderna e com infra-estrutura completa de serviços – há três grandes shoppings centers na Ilha –, Florianópolis possui ligações terrestres com os grandes centros urbanos do país e um aeroporto internacional campeão em vôos charters na alta temporada. A capital catarinense reúne excelentes condições para a realização de grandes eventos.

Florianópolis

Principais Atrativos

Praias

Em Florianópolis há uma centena de praias, a maioria própria para banho, para todos os gostos, das agitadas às quase desertas. No Norte da Ilha encontram-se as mais movimentadas, como Jurerê, Canasvieiras, Ingleses, Ponta das Canas, Lagoinha, Brava e Santinho. As praias do Leste reúnem condições ideais para a prática do surfe, como Mole, Moçambique, Joaquina e Campeche. Já no litoral Sul ficam comunidades de pescadores e as praias mais tranqüilas da Ilha, entre elas as de Pântano do Sul, Armação, Matadeiro, Solidão, Lagoinha do Leste e Naufragados.

Centro Histórico

Ao redor da Praça XV encontram-se diversos prédios históricos, com destaque para a Catedral Metropolitana (1753), o Palácio Cruz e Sousa – construção do século XVIII que serviu de sede do Governo e hoje abriga o Museu Histórico de Santa Catarina – e o Teatro Álvaro de Carvalho, além de sobrados oitocentistas com arquitetura de origem portuguesa. No Largo da Alfândega estão os edifícios em estilo neoclássico da antiga Alfândega (1875/1876), onde hoje funcionam espaços para exposição e venda de artesanato, e o do Mercado Público (1898), que reúne lojas, peixarias e bares bastante freqüentados.

Avenida Beira-mar Norte

Quem visita Florianópolis conhece esta extensa avenida que margeia por 6 km a baía Norte e uma área de manguezal, desde a Ponte Hercílio Luz, o cartão-postal mais importante da cidade, até a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), passando pelo Centro Integrado de Cultura (CIC). A paisagem é inconfundível: edifícios altos, um ao lado do outro; seis pistas separadas por um largo canteiro e uma pista de jogging e ciclismo sempre movimentada. Em suas vias marginais e nas artérias que a ligam com o Centro e bairros próximos, ficam dois dos grandes shoppings da cidade, centros comerciais, lojas, restaurantes e bares. No Natal, todos os anos, prefeitura e moradores providenciam uma decoração de luzes que deslumbra os visitantes.

Lagoa da Conceição

Junto com a Avenida Beira-mar Norte, concentra a movimentação noturna da cidade, principalmente no verão. A região conhecida como “centrinho da Lagoa”, entre o morro que dá acesso à localidade e a antiga ponte de pedra, reúne a maioria dos bares, restaurantes, lojas e cafés da Lagoa. Próximo do centrinho, em direção à estrada que leva à trilha da Costa da Lagoa, fica também o Santuário de Nossa Senhora da Conceição (1750), igreja que guarda os sinos doados por D. Pedro II em 1847, ano em que visitou o local. Na Avenida das Rendeiras, que margeia a lagoa desde a ponte de pedra até o acesso às praias do Leste da Ilha, há mais bares e restaurantes, além de lojas que vendem renda de bilro, característica do artesanato local. Na Costa da Lagoa, o visitante encontra restaurantes sobre a água e mirantes com vista da região. A travessia para a Costa é feita por barcos que saem do terminal ao lado da ponte de pedra, no início da Avenida das Rendeiras, ou por trilha (caminhada de duas horas).

Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha

São dois dos mais antigos núcleos de colonização açoriana em Florianópolis. Santo Antônio de Lisboa fica no Norte da Ilha, a 16 km do Centro, e se destaca pelos bares e restaurantes especializados em frutos do mar, principalmente ostras. Ali se encontram construções centenárias, como a Igreja de Nossa Senhora das Necessidades (1750/1756) e a Casa Açoriana. Na Região Sul, o Ribeirão da Ilha preserva a arquitetura e as tradições características da Ilha dos Açores, como as canoas e as baleeiras de cores vivas, os balaios e cestos de cipó. É um dos principais pólos de produtores de ostras da capital, reunindo também restaurantes que servem pratos à base de frutos do mar.

Fortalezas portuguesas

Do complexo de fortalezas portuguesas encontradas na baía Norte, duas estão em Florianópolis: a Fortaleza de São José da Ponta Grossa e a de Santo Antônio de Ratones, ambas tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A primeira foi construída em 1740 e fica na Praia de Jurerê. A segunda se localiza na Ilha de Ratones Grande, com acesso via passeio de escuna. O mesmo acontece com a Fortaleza de Santa Cruz, a maior e mais visitada do complexo de fortificações, situada na Ilha de Anhatomirim. Apesar de ficar bastante próxima da Ilha, já está em águas do município vizinho de Governador Celso Ramos, mas a maioria das escunas que a visitam parte de Florianópolis. Fortaleza de São José da Ponta Grossa, km 13 da SC-401, Praia de Jurerê. Fortaleza de Santo Antônio, Ilha de Ratones Grande. Fortaleza de Santa Cruz, Ilha de Anhatomirim, município de Governador Celso Ramos.


Voltar

Florianópolis

O que fazer

A grande maioria dos visitantes de Florianópolis busca as praias e o deslumbramento das paisagens naturais. Num lugar de natureza prodigiosa, são muitas as possibilidades de atividades ao ar livre. Mas Florianópolis também tem programação cultural e intensa vida noturna.

Voltar

Florianópolis

Ecoturismo

Trilhas, passeios de barco

A cidade possui dezenas de trilhas, com diferentes graus de dificuldade. A maioria tem como destino final praias da região, com destaque para a de Naufragados, Lagoinha do Leste, Saquinho, Costa da Lagoa e Lagoa do Peri. Passeios de barco levam às ilhas próximas, como a de Anhatomirim e a do Campeche. Os barcos têm saídas regulares da Barra da Lagoa, da Lagoa da Conceição, da Avenida Beira-mar Norte, das praias de Canasvieiras, Campeche e Armação, entre outros locais.

Esportes

O surfe – já incorporado ao modo de vida e à identidade da capital – e o sandboard – modalidade inventada na cidade – são os mais praticados. Os adeptos do windsurf e do kitesurf encontram na Lagoa da Conceição uma das melhores raias do Brasil. Vela, motonáutica, jet ski, vôo livre – parapente ou asa-delta –, mergulho ou snorkeling, cavalgadas nas dunas... As opções são muitas.


Voltar

Florianópolis

Vida Noturna

Florianópolis tem uma vida noturna agitada. Casas de espetáculos – com atrações nacionais –, casas noturnas, bares e boates que se concentram especialmente nos arredores do Centro e da Avenida Beira-mar Norte, Lagoa da Conceição e Jurerê Internacional. A cidade tem cinemas, teatros, livrarias, salas de exposição de arte e mantém uma orquestra sinfônica. Embora tenha seu auge no verão, a agitação ocorre durante o ano todo.

Voltar

Florianópolis

Gastronomia

A culinária típica é baseada em peixes – fritos, escalados, grelhados ou em caldeiradas irresistíveis – e frutos do mar, com destaque para as ostras – Florianópolis é o maior pólo de maricultura do Brasil – e os camarões. Experimente o pirão – a farinha de mandioca feita nos engenhos locais é deliciosa. O visitante pode escolher entre restaurantes de comida típica, comida regional brasileira de outros estados, cozinha internacional – italiana, japonesa, portuguesa e árabe, entre outras –, bistrôs sofisticados, bares e botequins com todo tipo de cardápio e cafés e confeitarias que oferecem doces tradicionais da culinária alemã, italiana e portuguesa.

Voltar

Florianópolis

Artesanato

As rendas de bilro e peças de cerâmica se destacam no artesanato local. Encontram-se também artefatos em fibras naturais e madeira. Casa da Alfândega, no Largo da Alfândega, Centro, de segunda a sexta. Feira das Alfaias, em Santo Antônio de Lisboa, nos fins de semana. Feira de Artesanato da Lagoa da Conceição, nos fins de semana.

Voltar

Florianópolis

Eventos

Fenaostra

A festa gastronômica – com diversos pratos que têm a ostra como principal ingrediente – é promovida em outubro. O evento dura dez dias e reúne shows musicais e apresentações de teatro, dança e folclore. Há ainda workshops, feiras de produtos e serviços, seminários e jornadas de negócios voltados para o segmento da maricultura.


Voltar

Florianópolis

Arredores

GRANDE FLORIANÓPOLIS

Os atrativos naturais e culturais de Florianópolis se multiplicam em alguns municípios próximos que possuem encantos especiais...

Palhoça

Localidade açoriana localizada ao Sul com acesso pela BR-101, com uma dezena de praias, entre as quais se destaca a Guarda do Embaú, reduto de surfistas com bela paisagem natural, que reúne rio, areias brancas e praia freqüentada por gente jovem e bonita.

Governador Celso Ramos

Localidade açoriana situada ao Norte – com acesso pela BR-101 –, possui 23 belíssimas praias, em sua maioria enseadas protegidas muito procuradas por navegadores da região. Destaque para Palmas, Tinguá, Armação da Piedade – que conserva igreja construída em 1745 –, a Enseada dos Currais – em cujas águas vive uma comunidade de golfinhos Tucuxi – e Ganchos – onde fica um dos resorts mais sofisticados do Brasil.

Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas

Dois municípios próximos, no sopé da Serra do Mar (em direção ao interior), que misturam influências lusoaçorianas e alemãs e têm estâncias termominerais com boa infra-estrutura hoteleira. As águas brotam de fontes subterrâneas com temperaturas em torno de 36°C e têm propriedades relaxantes e terapêuticas.

ENCANTOS DO SUL

A partir de Florianópolis, seguindo em direção ao Sul via BR-101, fica a região dos Encantos do Sul, que abrange o litoral, a planície costeira e o sopé da Serra do Mar. A diversidade de paisagens e culturas é a principal característica desta parte do estado. No litoral – colonizado por açorianos e marcado por paisagens praieiras, o clima de sol e mar e a exuberância da natureza –, são famosas as belas praias dos municípios de Imbituba, Garopaba e Laguna. É nesta região que as baleias Franca passam uma temporada durante o inverno. No interior, o clima muda, e o ambiente de vida rural predomina, com estâncias de águas termais e municípios em que a colonização italiana está presente, como Urussanga e Nova Veneza. Garopaba Um dos lugares mais procurados no estado por surfistas e veranistas, a cidade tem infra-estrutura para atender até 60 mil turistas no verão, com uma rede de pousadas de alta qualidade. As praias são lindas, pontilhadas de belezas naturais. O destaque é a Barra de Ibiraquera – formada por praia e lagoas –, que possui a melhor raia do Brasil para a prática de kitsurfe e windsurfe. As praias da Ferrugem, do Silveira, Vermelha, do Ouvidor e de Siriú são propícias às práticas esportivas.

Imbituba

Município vizinho de Garopaba, Imbituba atrai visitantes principalmente pelas belezas das praias do Rosa, da Vila, do Porto e da Ribanceira, além das várias ilhas que integram a orla. Famosa por suas ondas perfeitas, a Praia do Rosa tem duas lagoas à beira-mar e é cercada por vegetação nativa preservada. Ponto de encontro de surfistas do país inteiro, o balneário é o que concentra a melhor estrutura turística da cidade. Na Praia da Vila, os surfistas podem aproveitar uma das melhores ondas do Brasil!

Laguna

As belezas naturais e o patrimônio histórico são os destaques em Laguna. O Centro possui 600 prédios históricos, e o Farol de Santa Marta é o maior em alcance visual da América do Sul (92 km). A cidade reúne ainda quinze praias – as mais indicadas para os banhistas são a do Mar Grosso, do Gi e a de Cabeçudas – e uma rotina de cidade pesqueira e portuária, que atraem mais de 100 mil turistas no verão. Outro atrativo é o Carnaval, um dos mais procurados no estado.

Roteiro italiano / Águas termais

No interior, há opções de estâncias hidrominerais e cidades com cultura marcadamente italiana. Urussanga e Nova Veneza são lugares perfeitos para vivenciar a influência da cultura trazida pelos imigrantes italianos, desde a culinária até a arquitetura. O complexo das Termas do Gravatal possui invejável estrutura urbana, bons hotéis e restaurantes e é famoso pelas propriedades terapêuticas de suas águas.

Observação de baleias

A observação das baleias Franca – que passam uma temporada de seis meses na costa Sul de Santa Catarina todos os anos, devido às águas quentes ideais para a amamentação e criação dos filhotes – é um espetáculo à parte! Durante o inverno, operadoras especializadas, tanto de Garopaba quanto de Imbituba, propiciam aos turistas e visitantes passeios embarcados que se aproximam dos cetáceos e suas crias, sempre respeitando o bem-estar dos animais.

CAMINHO DOS CÂNIONS

No extremo-Sul de Santa Catarina, a divisa natural com o Rio Grande do Sul é feita por cânions monumentais. O conjunto de belezas naturais dos Aparados da Serra, que ganhou este nome por parecer ter sido cortado “à faca”, formando despenhadeiros que podem atingir altitudes de até 1.000 metros, é um dos ícones do ecoturismo brasileiro.

Cânions dos Aparados da Serra

Localizada 200 km ao Sul de Florianópolis, a cidade de Praia Grande é a porta de entrada para o Caminho dos Cânions. A partir deste município, pode-se visitar os parques nacionais dos Aparados da Serra e da Serra Geral, que abrigam cinco cânions, sendo os mais famosos os do Itaimbezinho e Fortaleza. Uma estrada de chão batido, com cerca de 70 km, leva ao cume do cânion do Itaimbezinho, cuja sede possui a melhor infra-estrutura da região para receber os visitantes. Seguindo adiante pela mesma via, chega-se a Cambará do Sul, já em solo gaúcho, de onde uma outra estrada leva ao cânion Fortaleza. Em Praia Grande, ainda, é possível realizar passeios por trilhas no interior dos cânions em meio às cachoeiras da região.


Voltar

Florianópolis

Acessos

GRANDE FLORIANÓPOLIS

Por via rodoviária

De São Paulo: BR-116 até Curitiba, depois BR-375 e por fim BR-101.
De Porto Alegre: BR-290 (Free way), RS-389 (Estrada do Mar) e BR-101.

Por via aérea

A cidade tem aeroporto internacional com vôos regulares para as principais capitais brasileiras.

Distâncias de Florianópolis

Curitiba: 300 km
Porto Alegre: 476 km
São Paulo: 705 km
Brasília: 1.673 km

ENCANTOS DO SUL / CAMINHO DOS CÂNIONS

Por via rodoviária

Todas as cidades têm acesso a partir da BR-101. Para chegar a Praia Grande, o acesso se dá no Km 10 da BR-101 a partir da divisa com o Rio Grande do Sul, no município de São João do Sul, daí mais 23 km pela SC-450.

Distâncias de Florianópolis

Garopaba: 80 km
Imbituba: 95 km
Laguna: 120 km


Voltar