Santa Catarina

Área 95.346km²
(1,1% do território nacional)
Habitantes 5.866.568
(3,2% da população nacional)
Capital Florianópolis

Santa Catarina

Balneário Camboriú

Fundada em 20 de julho de 1964, Balneário Camboriú é uma cidade jovem, mas com memórias que datam de 1820, quando os primeiros portugueses se fixaram na margem direita do rio Camboriú. O município situa-se junto à BR-101, entre Florianópolis e Joinville, com bons acessos rodoviários. Tem 95 mil habitantes. Na temporada de verão, com a chegada dos turistas, a população da cidade sobe para mais de meio milhão.

Balneário Camboriú reúne nove praias, parques e diversas opções de passeios junto à natureza, com cenários propícios para a prática de esportes, como surfe e vôo livre.

A boa infra-estrutura faz do município um destino também para o turismo de negócios e eventos. A cidade tem vida noturna intensa, duas centenas de hotéis e pousadas (aproximadamente 30 mil leitos), bares, restaurantes e um bom comércio – mais de 6 mil estabelecimentos. E, como esta infra-estrutura, em sua maior parte, está concentrada nos 6 km da Avenida Atlântica, que margeia a Praia Central, a cidade é muito procurada por turistas da terceira idade, que apreciam principalmente a facilidade de deslocamento que a proximidade de todas as atrações permite. Entre os meses de março e maio, quando os preços baixam e o clima fica mais ameno, mas a estrutura urbana mantém-se em pleno funcionamento, a cidade chega a receber cerca de 300 mil visitantes deste segmento.

Balneário Camboriú

Principais Atrativos

Parque Unipraias

O complexo turístico tem mais de 85 mil m². Bondinhos aéreos ligam as praias Central e de Laranjeiras. A estação Barra Sul possui três pavimentos e um centro de compras e lazer. Na estação Mata Atlântica – situada no topo do Morro da Aguada, a 240 m de altura, com vista espetacular –, há 500 m de passarelas ecológicas e espaço projetado para a prática do arvorismo, três mirantes, quiosques, bares, auditório panorâmico, anfiteatro. Completando o circuito, chega-se à estação Praia de Laranjeiras, do outro lado do Morro da Aguada. O lugar é ideal para banho de mar e esportes náuticos, com trapiche para embarcações. Possui serviços de bares e restaurantes. Avenida Atlântica, 6.006, Barra Sul.

Cristo Luz

Outra vista panorâmica espetacular da cidade. Reúne mirantes, restaurante, lanchonete, loja de souvenires, estúdio fotográfico e praça de eventos. Com 33 m de altura, o Cristo tem na mão esquerda um canhão de luz que gira 180 graus, espalhando sobre a cidade um feixe luminoso que possibilita 86 combinações de cores. Rua Indonésia, 800, Bairro das Nações.

Ilha das Cabras

Fica a apenas 600 m da Praia Central. O acesso pode ser feito com pedalinhos, caiaques, barcos de passeio ou jet skis. Barcos maiores e escunas oferecem passeios aos arredores da ilha.

Interpraias

A Rodovia Interpraias liga o Bairro da Barra às praias de Laranjeiras, Taquarinhas, Taquaras, Pinho, Estaleiro e Estaleirinho. São 16,5 quilômetros em meio a um cenário exuberante.

Igreja de Santo Amaro

Mantém arquitetura colonial e peças barrocas doadas pela Família Real. Foi construída em 1810, por escravos, sendo a primeira igreja erguida em Balneário Camboriú. Bairro da Barra, a caminho da Rodovia Interpraias.

Parque Ciro Gevaerd (Parque da Santur)

O zoológico do parque ocupa uma área de 39 mil m², a maior parte coberta por Mata Atlântica, dividido nas seguintes áreas: Mundo das Aves, Terrário, Aquário, Tartarugário, museus Oceanográfico, Arqueológico e do Pescador, Minicidade e Minifazenda. BR-101, Km 137. De 01/12 a 28/02, das 9h às 19h30; de 01/03 a 30/11, das 9h às 17h.


Voltar

Balneário Camboriú

O que fazer

A grande maioria dos visitantes de Balneário Camboriú busca as praias e a intensa programação de lazer e entretenimento da cidade, que oferece opções para jovens e idosos.

Voltar

Balneário Camboriú

Vida Noturna

Balneário Camboriú tem uma vida noturna das mais movimentadas do Sul do país. Danceterias de grande porte, cervejarias, bares e boates para todos os gostos se concentram em especial na Avenida Atlântica e na Barra Sul. Embora tenha seu auge no verão, a agitação ocorre durante o ano todo.

Voltar

Balneário Camboriú

Praias e Natureza

Balneário Camboriú tem uma dezena de belas praias, com bons restaurantes e bares, a maioria delas no trajeto da Rodovia Interpraias. Há locais apropriados para atividades ao ar livre, desde as mais contemplativas até modalidades de esportes radicais.

Voltar

Balneário Camboriú

Gastronomia

A culinária típica de Balneário Camboriú é baseada nos frutos do mar, principalmente peixes, marisco, lula, polvo, siri, ostra e camarão. Mas a cidade reúne cozinha internacional e variedade de restaurantes – dos mais simples aos mais requintados –, confeitarias e cafés coloniais.

Voltar

Balneário Camboriú

Artesanato

Trabalhos utilizando cerâmica, ossos, coco, pedras brutas, arame, juta, couro, bordados, entre outros, são apresentados na Feira de Artesanato, que é montada aos sábados na Praça Higino Pio (Praça da Cultura). Avenida Alvin Bauer, entre Avenida Atlântica e Avenida Brasil. 14h às 19h.

Voltar

Balneário Camboriú

Arredores

Balneário Camboriú tem localização privilegiada. Num raio de 50 km, em direção Norte ou Sul, é cercada por cidades com boa infra-estrutura turística e muitos atrativos. Ao Norte, fica Itajaí, cidade portuária, com centro histórico e belas praias; Navegantes, que além de possuir um aeroporto internacional que atende toda a região é importante pólo nacional de construção naval; e Penha, conhecida por sediar o Parque Beto Carrero World, mas que também possui duas dezenas de praias ainda pouco conhecidas. Ao Sul, fica a Costa Esmeralda, que reúne os municípios de Itapema, Porto Belo e Bombinhas, assim chamada por causa do impressionante tom verde de suas águas.

Penha

Localizada 40 km ao Norte de Balneário Camboriú, tem 19 praias, algumas com águas calmas, outras de mar aberto. A maior delas, com 6 km de extensão e a melhor estrutura hoteleira e gastronômica, é a Armação. As praias do Quilombo e Grande são muito freqüentadas por surfistas. A primeira tem ondas fortes; a segunda, boa estrutura de serviços e costões que permitem a pesca artesanal. Entre as praias mais afastadas se destacam as do Poá, Vermelha, de São Roque, do Monge e do Lucas. Com cenários mais agrestes, possuem águas limpas e costões propícios para o mergulho.

Beto Carrero World

Principal atrativo de Penha e um dos maiores parques temáticos do mundo. Oferece desde brinquedos infantis a outros que garantem muita adrenalina, com destaque para a Big Tower, a montanha-russa e os elevadores da Torre do Terror. No zoológico, mais de 700 animais de 171 espécies, entre os quais girafas, leopardos, hipopótamos, leões e tigres brancos. As atrações estão divididas em áreas temáticas: Avenida das Nações, Mundo Animal, Vila Germânica, Velho Oeste, Ilha dos Piratas, Aventura Radical e Terra da Fantasia. O local possui infra-estrutura completa. Rua Inácio Francisco de Souza, 1.597 – Praia da Armação. Das 10h (a bilheteria abre às 9h) às 19h.

Itajaí

A maior cidade portuária catarinense cresceu às margens do rio Itajaí-açu e começou a ser povoada no Século XVIII, por açorianos. A partir de 1850, desenvolveu-se com a imigração de alemães e italianos, chegando aos atuais 163 mil habitantes. Além das praias – destaque para Geremias, onde fica a formação rochosa “Bico do Papagaio”; Cabeçudas, que mantém intacto seu charme desde os anos 1960; Atalaia e Brava, redutos de surfistas e de gente bonita –, a cidade reúne no Centro um patrimônio arquitetônico preservado, museus e prédios dos séculos XVIII e XIX – não deixe de visitar o Mercado Público. Tem boa infra-estrutura de comércio e serviços, e faz divisa com Balneário Camboriú. Todos os anos, no mês de outubro, sedia a Marejada, uma das maiores festas portuguesas do país. O evento dura 15 dias e reúne espetáculos de fados, danças folclóricas açorianas, bandas típicas e pratos da culinária portuguesa.

Itapema

Com 34 mil habitantes – são cerca de 300 mil na alta temporada –, é um dos destinos mais procurados pelos turistas em Santa Catarina. Foi fundada em abril de 1962, tendo como origem uma vila de pescadores, a maioria descendente de açorianos. A cidade margeia a BR-101, vizinha de Balneário Camboriú, ao Sul. Tem excelente infra-estrutura de hospedagem, restaurantes, bares e belas praias, com destaque para o Canto da Praia e Meia Praia – e divide uma grande baía com Porto Belo.

Porto Belo

Ao lado de Itapema, Porto Belo é um lugar encantador. De origem açoriana, possui belas praias. As mais freqüentadas ficam na própria baía de Porto Belo, como a Central – de onde saem os barcos para passeios pela região, em especial para a Ilha de Porto Belo – e do Perequê. As praias mais agrestes estão localizadas nas muitas enseadas recortadas na península que a cidade compartilha com o município de Bombinhas, desmembrado de seu território há poucos anos, como Caixa D'Aço – onde ficam os famosos bares flutuantes que atendem aos navegadores –, Araçá e Estaleiro. Tem boa infra-estrutura de hospedagem, restaurantes e bares.

Ilha de Porto Belo

A ilha tem praia com areia branca e fina e águas claras. Possui excelentes pontos para mergulho livre, trilhas subaquáticas – que permitem a observação de peixes coloridos, ouriços, estrelas do mar e cavalos marinhos – e outras que levam o visitante a inscrições rupestres de 4 mil anos. Há ainda mirantes e um museu com fósseis de mamíferos e ossadas de baleias. A boa estrutura inclui trapiches para embarque e desembarque, guias especializados, quiosques e restaurantes.

Bombinhas

Antiga vila de pescadores de origem açoriana, mantém vivas as tradições dos colonizadores. Menor município catarinense em área territorial, é conhecido por reunir cenários de beleza deslumbrante, com destaque para as 23 praias de águas cristalinas esverdeadas, muitas delas com boa estrutura de bares, hotéis, pousadas e restaurantes. Bombas e Bombinhas são as mais movimentadas. Quatro Ilhas e Mariscal atraem os surfistas. Zimbros é um agradável vilarejo de pescadores. Toda a região é bastante procurada por mergulhadores de todo o país. A cidade tem boa infra-estrutura de hospedagem, com mais de uma centena de hotéis e pousadas, que oferecem 3,5 mil leitos, além de bares e restaurantes no Centro e na maioria das praias urbanizadas.

Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

Com uma área de 17,8 mil hectares, a reserva está situada a cerca de 11 km tanto de Bombinhas quanto do Norte da Ilha de Santa Catarina, sendo formada pelas ilhas das Galés, do Arvoredo (a maior delas) e Deserta, juntamente com a Pedra Nocetti e o Calhau de São Pedro. O conjunto é um dos grandes patrimônios naturais e arqueológicos do litoral brasileiro. A reserva é também um dos melhores locais de mergulho do país – visibilidade de até 25 m – e abriga uma rica diversidade de fauna marinha, por causa do encontro das correntes do Brasil (águas quentes) e das Malvinas (águas frias).

Vale Europeu

Em direção ao interior do estado, aproximadamente 100 km via BR-470, o visitante de Balneário Camboriú e região tem acesso a um grupo de cidades que preserva o clima e o modo de vida dos colonizadores, marcadamente os alemães. Trata-se do Vale Europeu, com destaque para os municípios de Blumenau, Brusque e Pomerode. A arquitetura enxaimel e as tradições germânicas – com destaque para a Oktoberfest – são a marca registrada do Vale. Há ainda cidades que mantém traços da cultura italiana, como Nova Trento, sede do Santuário de Madre Paulina, a primeira santa brasileira. Além dos atrativos culturais, a região é indicada para os adeptos do ecoturismo, graças aos rios propícios à prática do rafting.

Blumenau

Situada às margens do rio Itajaí-açu, distante 160 km de Florianópolis, Blumenau é o centro econômico e turístico da região. Tem bons hotéis, restaurantes e bares, além de instalações para grandes eventos. Há mais de duas décadas realiza anualmente a Oktoberfest, maior festa da cerveja fora da Alemanha e uma das festas mais populares do Brasil. É possível apreciar construções do tempo colonial num agradável passeio a pé pelo Centro. Outros núcleos com prédios históricos bastante característicos são encontrados na Vila Itoupava, distrito rural distante 25 km do Centro que lembra o interior da Alemanha.

Pomerode

Considerada a cidade mais alemã do Brasil – aproximadamente 80% dos seus 25 mil habitantes têm descendência alemã –, é lugar especial para conferir a herança colonial alemã, seja nas muitas construções em estilo enxaimel, no sotaque dos habitantes (a maioria fala alemão) e na gastronomia típica.

Brusque

Segunda maior cidade da região, Brusque faz limite com Blumenau e é um mosaico de diferentes colonizadores, com presenças marcantes de alemães, italianos e poloneses – estes últimos, por exemplo, pioneiros da indústria têxtil. É no segmento de turismo de compras que a cidade se destaca: Brusque é muito procurada por consumidores em busca de malhas e artigos de cama, mesa e banho, produtos locais reconhecidos pela qualidade.

Nova Trento

As influências dos italianos, que chegaram ao estado depois dos alemães, também são notáveis, como em Nova Trento, terra da Madre Paulina – a primeira santa do Brasil. Graças à qualificação turística, o município já é o segundo destino de peregrinação religiosa mais procurado do país.

CAMINHO DOS PRÍNCIPES

A cerca de 100 km ao Norte de Balneário Camboriú, via BR-101, estão Joinville, São Bento do Sul, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul, cidades que integram o roteiro chamado Caminho dos Príncipes. Com exceção do Litoral – fundado por portugueses –, as cidades do roteiro foram colonizadas por diferentes povos e exibem uma herança multicultural: arquitetura, comida típica, costumes e o jeito de ser têm influências de alemães, poloneses, ucranianos, italianos, suíços, húngaros, tchecos e noruegueses.

Joinville

Pólo regional, é a maior cidade catarinense – tanto em população quanto em geração de riqueza. Possui excelentes hotéis e restaurantes e um magnífico local para realização de eventos, o Centreventos Cau Hansen, primeira arena multiuso construída no país. É a única cidade no mundo, fora da Rússia, a sediar uma escola do balé Bolshoi.

São Francisco do Sul

A cidade portuária é a mais antiga de Santa Catarina e uma das mais velhas do Brasil: foi fundada em 1504! Situada numa ilha costeira com belas paisagens naturais, praias e ilhas, conserva importante centro histórico: são 150 prédios coloniais por tugueses tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – destaque para o Museu do Mar, único museu de embarcações do Brasil, cujo acervo inclui o barco Paraty I, usado pelo navegador Amyr Klink na travessia a remo do Atlântico. Tem boa infra-estrutura de hospitalidade e gastronomia.

PROGRAMAS VALE EUROPEU

Turismo religioso

Além do Santuário de Madre Paulina em Nova Trento, outro atrativo é o Santuário de Azambuja, no Vale do Azambuja, também conhecido por Vale dos Milagres, em Brusque. Junto ao santuário fica o Museu Arquidiocesano Dom Joaquim, dono de um dos maiores acervos de arte sacra popular do Brasil.

Ecoturismo

Os amantes dos esportes praticados em meio à natureza têm duas boas opções na região. O rafting no rio Itajaí-açu é considerado um dos melhores do país. Já a visita à caverna em Botuverá, cidade vizinha a Brusque, é um roteiro imperdível.

CAMINHO DOS PRÍNCIPES

Passeio de barco pela baía da Babitonga

Realizado no Barco Príncipe de Joinville III, passa pelas 24 ilhas da baía. A infra-estrutura do barco inclui 350 lugares, piscina, restaurante e dois bares. Embarques em Joinville (iateclube) e São Francisco do Sul (trapiche no centro histórico).

GASTRONOMIA

Tanto no Vale Europeu quanto no Caminho dos Príncipes, a gastronomia é um dos destaques. Entre as delícias da culinária germânica estão eisben (joelho de porco), chucrute (repolho cozido), marreco recheado com repolho roxo e embutidos em geral integram o cardápio típico. Tortas, cucas, biscoitos e geléias são alguns dos ingredientes do café colonial, com destaque para o apfelstrudel (folhado de maçã). A culinária italiana é representada pela fartura de massas, queijos, embutidos e pela produção de vinho artesanal.

EVENTOS

Festas de Outubro

Outubro é o mês mais festivo em Santa Catarina. Ao todo, são 15 eventos que celebram e divulgam as várias tradições culturais de cada cidade e região, em meio a muita música e gastronomia, reunindo 1 milhão de pessoas. O Vale do Contestado e o Caminho dos Príncipes concentram a maior parte dessas festas, sendo a mais importante delas a Oktoberfest, em Blumenau. Outras festas do período são Fenarreco – Festa Nacional do Marreco (Brusque), Schützenfest (Jaraguá do Sul), a Musikfest (São Bento do Sul), Festa das Tradições (Joinville) e Oberlandfest (Rio Negrinho). Anualmente, Pomerode promove, em janeiro, a Festa Pomerana, e Joinville realiza o Festival Internacional de Dança, o maior do mundo no gênero, que reúne, em julho, cerca de 4 mil bailarinos amadores e profissionais durante 11 dias.

Voltar

Balneário Camboriú

Acessos

Por via rodoviária

De São Paulo: BR-116 até Curitiba, depois BR-375 e por fim BR-101.
De Porto Alegre: BR-290 (Free way), RS-389 (Estrada do Mar) e BR-101.

Por via aérea

O aeroporto internacional de Navegantes, a 17 km da cidade, tem vôos diários para Florianópolis e permite ligação com as principais capitais do país.

Distâncias de Balneário Camboriú

Florianópolis: 86 km
Curitiba: 214 km
São Paulo: 620 km
Joinville: 100 km

VALE EUROPEU

Blumenau fica às margens da BR- 470, distante 50 km da BR-101, com acesso na altura de Itajaí/Navegantes.

Distâncias de Blumenau

São Paulo: 670 km
Curitiba: 250 km
Florianópolis: 160 km

CAMINHO DOS PRÍNCIPES

Joinville fica às margens da BR-101. Tem aeroporto com vôos diários para as principais capitais do país.

Distâncias de Joinville

São Paulo: 520 km
Curitiba: 100 km
Florianópolis: 185 km
São Francisco do Sul: 50 km

Voltar