Paraná

Área 199.314km²
(2,3% do território nacional)
Habitantes 10.261.856
(5,7% da população nacional)
Capital Curitiba

Paraná

Curitiba e região

Curitiba é uma das capitais com melhor qualidade de vida do Brasil. Avenidas largas, arborizadas, um sem-número de parques e áreas de lazer, sistema viário pioneiro e modelo já exportado para muitos países, distritos industriais planejados e bairros residenciais que privilegiam o bem viver revelam que esta é uma cidade moderna, cosmopolita, com jeito europeu.

Sua personalidade – e a da sua gente – decorre de características próprias. A primeira: Curitiba é uma cidade de montanha; localizada 934 m acima do nível do mar, Curitiba é a maior cidade serrana do país, com 1,7 milhão de habitantes. Seu casario histórico relembra a epopéia de bandeirantes e tropeiros que a fundaram em 1693; mas a conservação do mesmo casario nos revela que as novas levas de imigrantes – alemães, italianos, poloneses, ucranianos, entre outros – souberam preservar o passado e mesclar aos costumes antigos os novos sotaques. Esse conjunto de características também nos conta de uma gente trabalhadora: num clima frio, enfrentando as dificuldades impostas por uma natureza adversa, o homem planejou e construiu as dezenas de atrativos que hoje encantam todos que a visitam.

A Rua das Flores – shopping a céu aberto que privilegia os pedestres – foi o primeiro calçadão do país. Este pioneirismo também está presente nos parques que, além de oferecer lazer, reverenciam as diversas culturas étnicas dos povos colonizadores.

Não por acaso, Curitiba transformou-se num dos mais importantes destinos turísticos de eventos e negócios. Para atender aos milhares de visitantes que chegam à cidade todos os anos, a infraestrutura conta uma eficiente rede hoteleira e modernos complexos de lazer e compras. A gastronomia é diversificada e qualificada; um bairro inteiro – Santa Felicidade, com dezenas de restaurantes – delicia os apreciadores da boa culinária. Bares e cafés recriam clima intimista ou se exibem nas calçadas do centro e nas esquinas dos bairros.

Nos arredores de Curitiba, dois caminhos pioneiros conduzem a epopéias distintas. Em direção ao litoral, uma charmosa ferrovia – ainda hoje considerada como obra de engenharia épica – rasga as entranhas da Serra do Mar até Paranaguá, na planície costeira. A Oeste, a Rota dos Tropeiros cruza as esculturas naturais de Vila Velha e as cidades históricas da Lapa e Castro.

Curitiba e região

Principais Atrativos

Centro Histórico

O Largo da Ordem reúne no seu entorno as principais edificações do Século XVIII, entre elas a Casa Romário Martins e o primeiro templo religioso da cidade, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, de 1737. Anexo à Igreja está o Museu de Arte Sacra. No local, o antigo bebedouro que servia às montarias dos tropeiros convive agora com o Memorial de Curitiba, espaço moderno para a realização de eventos e exposições de arte. No calçadão de acesso à Praça Garibaldi, a Igreja do Rosário, o Relógio das Flores, a Fonte da Memória e a Societá Giusepe Garibaldi di Beneficenza são os pontos turísticos mais visitados. Nas ruas de pedra, prédios da segunda metade do Século XIX revelam influência da arquitetura alemã. Setor Histórico, Centro.

Rua das Flores / Boca Maldita

A Rua das Flores – também conhecida como Rua XV – oferece um acolhedor cenário urbano, com calçadão, árvores, bancos e sobrados com fachadas preservadas, além de espaços culturais, cafés e movimentado comércio. O principal atrativo da Rua das Flores é a Boca Maldita, tradicional ponto de encontro dos curitibanos.

Praça Tiradentes / Catedral

No Largo da Matriz, em frente à Catedral, fica o Marco Zero da capital paranaense, o monolito que celebra sua fundação, em 29 de março de 1693. O local é também ponto de partida da Linha Turismo. O principal atrativo da praça é a Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz, inaugurada em 1893. A obra foi inspirada na Igreja da Sé de Barcelona.

Prédio da Universidade

O imponente prédio em estilo neoclássico foi construído – os primeiros blocos datam de 1915 – para sediar a Universidade Federal do Paraná. Hoje, abriga alguns dos cursos. Praça Santos Andrade – Centro.

Teatro Guaíra

O teatro, um dos ícones da capital paranaense, é roteiro dos grandes espetáculos nacionais e internacionais. Sedia o Balé Teatro Guaíra, a Orquestra Sinfônica do Paraná e a Companhia de Dança G2. Também no Guaíra ocorrem, todos os anos, as apresentações da Escola de Danças Clássicas e o Festival Espetacular de Teatro de Bonecos. Rua XV de Novembro, 971.

Teatro do Paiol

A casa de espetáculos em formato de arena funciona no antigo paiol de pólvora da cidade, erguido em 1906. O teatro foi inaugurado com apresentação de Vinícius de Moraes e Toquinho, em 1971.

Rua 24 Horas

Primeira rua do Brasil em que o comércio não fecha nunca, inaugurada em 1992. É coberta de vidro e abriga mais de 40 estabelecimentos comerciais, entre lojas, bares e restaurantes. Rua Coronel Mena Barreto, entre as ruas Visconde do Rio Branco e Visconde de Nácar.

Passeio Público

O mais antigo e mais central parque de Curitiba oferece dezenas de atrativos distribuídos por seus quase 70 mil m². Inaugurado em 1886, o Passeio Público tem quatro lagos, todos com pequenas ilhas, espécies de animais – macacos, garças... –, viveiro de pássaros e exemplares da flora – ipês, carvalhos, plátanos... O portão principal do parque, erguido em 1913 em estilo art-nouveau, é uma réplica do portal do cemitério de cães de Paris. Entre as ruas Presidente Carlos Cavalcante, Presidente Faria e av. João Gualberto. De terça a domingo, das 6h às 20h.

Torre panorâmica

Torre de telefonia com 110 m de altura, possui mirante com vista de 360° da cidade. Abriga ainda, no térreo, mostra permanente de aparelhos telefônicos antigos. Rua Lycio G. de Castro Vellozo, 191 – Bairro das Mercês. De terça a domingo, das 10h às 19h.

Museus

Curitiba possui vários museus, com acervo clássico ou temático, muitos deles instalados em prédios de valor histórico – destaque para o Museu Histórico e Geográfico, Museu de Arte, da Imagem e do Som, do Expedicionário, de Arte Sacra, Contemporâneo de Arte, Alfredo Andersen, de História Natural e Museu Paranaense.

Museu Oscar Niemeyer

Os traços futuristas do mais novo museu de Curitiba levam a assinatura do arquiteto Oscar Niemeyer. Inaugurado em 2002, tem diversos ambientes, espaços de lazer e auditório para 400 pessoas. Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico. Terça a domingo, 10h às 20h.

Museu Ferroviário

O Museu Ferroviário está instalado no interior do Shopping Estação, um grande centro de compras, lazer, cultura e entretenimento. Parte da fachada da construção lembra a arquitetura do antigo prédio da Estação DŽOrsay de Paris. Av. Sete de Setembro, 2.775.

Jardim Botânico

Inaugurado em 1991, ocupa uma área de 245 mil km². Possui estufa em estrutura metálica com espécies botânicas do país, jardins em estilo francês e trilhas pela mata nativa. Conta com biblioteca, auditório e espaço para exposições. Rua Ostoja Roguski, Jardim Botânico.

Teatro Ópera de Arame

A Ópera de Arame está localizada no Parque das Pedreiras. Cercado por um lago, o teatro foi erguido em ferro tubular e tela aramada. Rua João Gava, s/ n°.

Santa Felicidade / Portal Italiano

O bairro formado pela antiga colônia italiana de Santa Felicidade abriga importante acervo arquitetônico. Casas típicas e a Igreja Matriz de São José preservam a cultura trazida pelos imigrantes italianos à capital, no fim do Século XIX. O Portal Italiano, inaugurado em 1990, reúne elementos da arquitetura das regiões do Vêneto e de Trento, na Itália.

Universidade Livre do Meio Ambiente

Instalada no Bosque Zaninelli, área de mata nativa com 37 mil m² que abriga várias espécies de aves, a Unilivre promove a conscientização ecológica e o desenvolvimento sustentável. Iniciou suas atividades em 1992 com a presença do oceanógrafo Jacques Cousteau. O prédio administrativo da Unilivre é uma torre feita em madeira, em completa harmonia com o meio ambiente. Rua Victor Benato, 210 – Bairro do Pilarzinho. Agendamento de visitas: (41) 3254-3734.

Bosque João Paulo II

O bosque é um museu a céu aberto que retrata o modo de vida dos imigrantes poloneses. Instalado em área de 48 mil m², abriga uma reserva de Mata Atlântica e é cortado pelo rio Belém. Possui estrutura com casa de chá, loja de artesanato e ciclovia, além de trilhas. Mais conhecido como Bosque do Papa, foi inaugurado em 1980, por ocasião da visita de João Paulo II. Rua Mateus Leme – Centro Cívico. Diariamente, das 6h às 20h.

Parque São Lourenço

Com área de 204 mil m², o parque inaugurado em 1972 oferece estrutura com churrasqueiras, quadra esportiva, ciclovia e playground. O principal atrativo é o Centro de Criatividade de Curitiba. O espaço conta com biblioteca, auditório e salas de exposições. Rua Mateus Leme, esquina com rua Nilo Brandão. Diariamente, das 8h às 18h.

Parque Barigüi

O Barigüi é o maior parque de Curitiba. Com área de 1,4 milhão m², reúne lagos, trilhas, pavilhão de exposições, parque de diversões, pistas de bicicross e aeromodelismo, equipamentos para ginástica, canchas poliesportivas e pista de patinação. Abriga o Museu do Automóvel, a Estação Maria Fumaça, um Centro de Convenções e a sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Sua infra-estrutura inclui estacionamento, heliponto, churrasqueiras e quiosques. Entre a Av. Manoel Ribas e a Rodovia do Café (BR-277).

Parque Tingüi / Memorial Ucraniano

Ocupa uma área de 380 mil m² e abriga o Memorial da Imigração Ucraniana, que homenageia um dos principais grupos étnicos da cidade. O conjunto é composto por uma reprodução da Igreja de São Miguel Arcanjo, com cúpula oitavada revestida em cobre, campanário, espaço para apresentações folclóricas e loja de arte sacra. Entre as ruas Fredolin Wolf e José Valle.

Parque Tanguá

Possui paredões de pedra, cascatas e lagos. Uma das principais atrações é o túnel escavado em uma de suas paredes rochosas, que liga o lago de um lado a outro. Há mirantes e barcos para passeios. A infra-estrutura inclui pista de cooper, ciclovia, churrasqueiras, lanchonetes, loja de artesanato, pedalinhos e estacionamento. Rua Bembem, s/ n°, Pilarzinho.

Bosque Alemão

O local é uma homenagem ao modo de vida dos imigrantes alemães, que chegaram à região em 1833. Possui sala para concertos, praça, biblioteca infantil e mirante, tudo em meio à vegetação nativa, com trilhas e nascentes de água doce. Jardim Schaffer (entre as ruas Franz Schubert, Nicollo Paganini e Francisco Schaffer). Diariamente, das 6h às 20h.

Parque Municipal do Iguaçu

Ocupa área de 8.264.316 m² e divide- se em vários setores: o esportivo, com quadras, equipamentos de recreação e estádio de beisebol; o náutico, onde ficam as raias de remo, a estação de piscicultura e a praia fluvial formada pelo rio Iguaçu; os pomares públicos; os bosques naturais; e o setor pesqueiro. O parque abriga ainda o zoológico, com uma área de mata nativa de 530 mil m² e aproximadamente 80 espécies de animais. A infraestrutura conta com estacionamentos, lanchonetes, churrasqueiras e vestiários. Av. Marechal Floriano Peixoto. Terça a domingo, das 8h30 às 17h.


Voltar

Curitiba e região

Atividades

Passeio de Trem

De trem ou de litorina, o trajeto de 110 km pela encosta da Serra do Mar – entre Curitiba e Paranaguá –, corta a Mata Atlântica, atravessando 14 túneis escavados na rocha e 67 viadutos, alguns trazidos da Bélgica no Século XIX. As paisagens naturais do caminho incluem a Cascata Véu de Noiva, o Santuário do Cadeado, o Pico e a Garganta do Diabo e o Parque Estadual do Marumbi. Estação Rodoferroviária, av. Afonso Camargo, 330.

Estrada da Graciosa

O trajeto entre Curitiba e o litoral paranaense, até a histórica cidade de Morretes, também pode ser percorrido pela Estrada da Graciosa, centenário caminho calçado de pedras, utilizado no passado por tropeiros.

City Tour

A Linha Turismo oferece um passeio capaz de levar os turistas aos principais pontos de visitação da cidade. O trajeto normal – feito em ônibus com jeito de simpáticas jardineiras – pode levar apenas 2h30 de duração. No entanto, pode durar um dia inteiro, se o passageiro optar por descer em alguns dos 25 pontos turísticos do percurso deste trajeto de 44 km. As jardineiras partem a cada 30 min da Praça Tiradentes, ponto inicial do passeio. Terça a domingo, das 9h às 17h30.


Voltar

Curitiba e região

Gastronomia

Curitiba possui desde refinados restaurantes até simpáticos botecos. O maior pólo gastronômico é o bairro italiano de Santa Felicidade, mas em vários outros pontos da cidade se encontram bares, confeitarias, cafés e restaurantes. A culinária é diversificada e traduz a influência dos colonizadores poloneses, italianos, japoneses, ucranianos, alemães e portugueses.

Voltar

Curitiba e região

Artesanato

O artesanato paranaense inclui grande variedade de criações dos descendentes de imigrantes europeus: produtos feitos em madeira, fibra, cerâmica e fios, cujas tramas dão origem a tapetes, mantas e outras peças. As pessankas – ovos pintados à mão com motivos místicos – têm origem na cultura do imigrante ucraniano e, hoje, são o mais típico souvenir regional. Também são encontradas peças indígenas. Um dos mais tradicionais pontos de venda é a Feira do Largo da Ordem que, aos domingos, atrai centenas de pessoas ao centro histórico de Curitiba. Casa do Artesanato, Mateus Leme, 22. Segunda a sexta, 9h às 18h30. Feira do Largo da Ordem/Praça Garibaldi, Setor Histórico. Domingo, 9h às 14h.

Voltar

Curitiba e região

Eventos e Negócios

Curitiba possui uma das maiores e melhores infra-estruturas para feiras e eventos do país, com dezenas de empreendimentos voltados para o setor. Alguns são peculiares, como a Ópera de Arame.

Voltar

Curitiba e região

Eventos

Festival de Teatro de Curitiba

O evento é realizado desde 1992 com mostras de teatro contemporâneo e infantil, oficinas, palestras e eventos paralelos. O festival é promovido anualmente em março. A programação dura dez dias e reúne dezenas de espetáculos.

Festival de Cinema e Vídeo

Reúne mostras competitivas de filmes (longas e curtas-metragem) e vídeos, além de oficinas de cinema. O evento ocorre em outubro e dura uma semana.

Natal Luz

No mês de dezembro, o prédio comercial de um banco é transformado num grande palco voltado para o Calçadão das Flores (ou Rua XV). O brilho de milhares de luzes emoldura o prédio, iluminando a noite. Crianças e idosos, postados em janelas e portas dos vários andares, entoam canções natalinas para a multidão de espectadores extasiados.

Voltar

Curitiba e região

Arredores

A partir de Curitiba, é possível visitar os municípios que integram o circuito turístico da Rota dos Tropeiros. Os aventureiros que abriram o chamado Caminho do Viamão, entre o RS e SP, deixaram no rastro das patas de seus animais muito da sua cultura, do seu jeito de ser e viver. Boa parte da natureza daquela época também está preservada – destaque para as esculturas naturais do Parque Estadual de Vila Velha.

PONTA GROSSA / VILA VELHA

O município de Ponta Grossa fica a 113 km de Curitiba e tem pouco mais de 300 mil habitantes. Seu principal atrativo é o Parque Estadual de Vila Velha. Com área de mais de 3 mil hectares, o parque impressiona pela formação de suas rochas de arenito. Entre as figuras esculpidas pela ação do tempo, a mais famosa é a que sugere a forma de uma taça. Acesso: Km 513 da BR-376, cerca de 20 km do Centro de Ponta Grossa. Quarta a segunda, das 8h às 18h.

LAPA

A 71 km de Curitiba, Lapa foi fundada na segunda metade do Século XVIII. Cidade tropeira, com 45 mil habitantes, possui patrimônio arquitetônico preservado, com prédios e igrejas dos séculos XVIII e XIX. A Igreja Matriz de Santo Antônio, uma das construções mais antigas, foi erguida entre 1769 e 1784. Lapa oferece opções de hospedagem em hotéis, fazendas e pousadas.

SÃO LUÍS DO PURUNÃ / BALSA NOVA

O distrito de São Luís do Purunã concentra pousadas, com programas voltados ao ecoturismo e ao turismo rural. Antigo pouso dos tropeiros, a vila guarda até hoje a herança cultural dos desbravadores. Nesta região, operadoras especializadas viabilizam cavalgadas por caminhos com cachoeiras, cânions e mata nativa.

CASTRO

O município reúne construções históricas que retratam a epopéia do tropeirismo e da imigração holandesa, que ocorreu nos anos 1950. Com quase 70 mil habitantes, Castro mantém as características de uma cidade pequena, com restaurantes, pousadas e hotéis. Entre seus atrativos históricos e culturais encontram-se o Museu do Tropeiro e a Fazenda Capão Alto, erguida em terras de sesmaria e com construções coloniais que datam do Século XVIII.

TIBAGI

Cidade que também integrou a Rota dos Tropeiros, destacou-se nos anos mais recentes por outro atrativo: o Parque Estadual do Guartelá. Criado em 1992, abriga o cânion do rio Iapó, o sexto maior do mundo em extensão. O município é destino de ecoturismo e do turismo de aventura, com estrutura para rafting, trekking, canoagem e rapel.


Voltar

Curitiba e região

Acessos

Por via rodoviária

De São Paulo: BR-116.
De Florianópolis: BR-101, depois BR-375.
De Campo Grande: BR-163, depois BR-277.

Por via aérea

Vôos regulares partem das principais capitais brasileiras.

Distâncias

São Paulo: 408 km
Florianópolis: 297 km
Campo Grande: 780 km


Voltar