Mato Grosso do Sul

Área 357.124km²
(4,2% do território nacional)
Habitantes 2.264.468
(1,2% da população nacional)
Capital Campo Grande

Mato Grosso do Sul

Campo Grande

Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, é uma cidade moderna, arborizada e bem planejada, com mais de 724 mil habitantes, ótima para a realização de eventos. Além de oferecer boa estrutura de restaurantes e hotéis (são mais de 4 mil leitos), reflete, nos costumes do povo, a proximidade com o Paraguai, país com o qual faz fronteira. De lá veio o hábito da população de tomar o tereré (mate gelado) e comer pratos como a chipa (uma versão do pão de queijo) e a sopa paraguaia, que na verdade é uma torta salgada.

A cidade é a principal porta de entrada para o Pantanal Sul e a região de Bonito. A partir de Campo Grande, sentido Noroeste, ficam os municípios pantaneiros de Aquidauana, Miranda e Corumbá – excelentes destinos para contemplar a natureza e pescar. Dali, parte-se também para um dos principais roteiros de ecoturismo e aventura do Brasil: Bonito, na Serra da Bodoquena.

Em Campo Grande, as opções de passeio incluem parques, museus, a aldeia indígena que fica na área urbana e lugares como o Mercado Central, no qual é possível comprar artesanato e provar pratos típicos como o sobá – herança dos imigrantes japoneses. Um ônibus passa por 46 atrações turísticas.O ponto de partida é o Parque Horto Florestal.

Campo Grande

Principais Atrativos

Estação Ferroviária

Com arquitetura de influência inglesa, é uma das poucas no país a manter as características originais. A construção é de 1914 e marca a chegada do progresso à região. Compreende a Estação de Ferro Noroeste Brasil e os prédios que a circundam, incluindo a antiga morada dos funcionários. Av. Calógeras esquina com Av. Mato Grosso.

Feira Central e Mercado Municipal

Reúnem vários quiosques de comercialização de comidas típicas, artesanato e produtos da região, como doces, queijos, ervas e hortifrutigranjeiros. A feira é um bom lugar para conhecer um pouco dos costumes da cidade. Feira Central: Esplanada da Ferrovia, Centro. Mercado Municipal: Rua Sete de Setembro com Av. Noroeste. Igreja de São Francisco de Assis Foi construída pelos padres franciscanos e mantém em sua arquitetura simples as características originais. Rua 14 de Julho, 4.213.

Igreja de São José

Uma das mais tradicionais da cidade, construída em 1942 pelos padres salesianos. Está localizada no centro de Campo Grande. Rua Pedro Celestino, 1.446. Memorial da Cultura Indígena Situado na única aldeia indígena urbana do Brasil, no centro de Campo Grande, o memorial foi construído com bambu tratado, coberto com palha de bacuri, e possui espaços para exposições e comercialização de artesanato.

Eixo Monumental, Praça do Buriti, Centro. Morada dos Baís

A antiga residência da família de Bernardo Franco Baís, construída entre 1913 e 1918, foi um dos primeiros sobrados em alvenaria na região. O local exibe afrescos pintados por Lídia Baís, filha do patriarca, e foi aberto ao público em 1995. Na Morada dos Baís fica o Centro de Informações Turísticas e Culturais da cidade, além de espaços para exposições. Av. Noroeste, 5.140.

Museu Dom Bosco

Possui coleções de etnologia, arqueologia, geologia e zoologia. Tem o maior acervo da cultura indígena do estado, com cerca de 5 mil peças e uma coleção com mais de mil animais empalhados, incluindo espécies do Pantanal. Parque das Nações Indígenas, Av. Afonso Pena, 7.000.

Museu José Antônio Pereira

Localizado na Fazenda Bálsamo, que serviu de moradia aos descendentes do fundador da cidade. A casa de pau-a-pique e o carro de boi ajudam a contar a saga dos pioneiros. O acervo inclui mobília e utensílios da época. Av. Guaicurus s/ n°.

Parque das Nações Indígenas

Ocupa área verde de cerca de 120 hectares. Mantém vegetação nativa e uma reserva ecológica. Abriga os museus Dom Bosco e de Arte Contemporânea. Avenida Afonso Pena, 2.702. Parque Estadual do Prosa Com uma área aproximada de 135 hectares, em meio ao Planalto da Serra de Maracaju, dentro do perímetro urbano da capital, o Parque Estadual do Prosa apresenta paisagens típicas da região (chapadões recobertos por Cerrado e penetrados por florestas e galerias). Possui trilhas e um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres. Acesso pela Av. Afonso Pena.


Voltar

Campo Grande

Gastronomia

Em Campo Grande há restaurantes que servem pratos típicos regionais como vaca atolada (cozido de costela e aipim), pacu assado, arroz de carreteiro ou galinha com pequi. A culinária local reúne pratos à base de peixes da região e receitas herdadas dos paraguaios, como a chipa (uma versão do pão de queijo feita com polvilho doce) e a sopa paraguaia (torta salgada com milho, cebola e queijo). A cidade também oferece opções de cozinha internacional, churrascarias e locais com opções variadas de cardápio.

Voltar

Campo Grande

Artesanato

Campo Grande oferece uma boa mostra do artesanato produzido no Mato Grosso do Sul. A Casa do Artesão, construção que integra o Patrimônio Histórico Cultural do Estado, reúne cerâmica indígena, madeira, bebidas regionais e tapeçaria. Av. Calógeras, 2.050, esquina com Av. Afonso Pena.

Voltar

Campo Grande

Negócios e Eventos

Campo Grande consolida cada vez mais a condição de cidade preparada para o turismo de negócios e eventos. Dispõe de equipamentos de variados tamanhos, utilizações e capacidades. O mais importante deles é o Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo – Palácio Popular da Cultura, situado no Parque dos Poderes, no centro de Campo Grande, a 10 minutos do aeroporto internacional. O local conta com instalações de última geração, rigoroso padrão acústico e estrutura para portadores de necessidades especiais. Além deste, há vários outros centros de eventos, como o Parque Laucídio Coelho, ideal para feiras agropecuárias; o Centro de Eventos Albano Franco, destinado em especial a feiras industriais e shows; a tradicional Concha Acústica Helena Meirelles, com auditório e teatro, além de espaços de fácil acesso e de boa qualidade localizados em hotéis.

Voltar

Campo Grande

Acessos

Por via rodoviária

De São Paulo: SP-300 até a divisa com o Mato Grosso do Sul; a partir daí, pela BR-262.
De Brasília: BRs 060, 364 e 163
De Cuiabá: BR-163

Por via aérea

Há vôos regulares a partir de São Paulo e Brasília.

Distâncias de Campo Grande

Brasília: 1.079 km
Cuiabá: 694 km
São Paulo: 960 km
Rio de Janeiro: 1.444 km


Voltar