Bahia

Área 564.692km²
(6,6% do território nacional)
Habitantes 13.815.334
(7,6% da população nacional)
Capital Salvador

Bahia

Porto Seguro e região

Foi em Porto Seguro que o Brasil nasceu, no dia 22 de abril de 1500, quando a esquadra comandada por Pedro Álvares Cabral avistou as imponentes falésias, emolduradas por areia clara e fina e mansas águas azuis. Além da natureza exuberante, o navegador português vislumbrou um porto seguro para atracar e servir como ponto de partida para desbravar as terras recémdescobertas. As treze embarcações navegariam por mais dois dias até fundear na enseada de águas profundas onde hoje fica a cidade de Santa Cruz Cabrália.

Com valioso conjunto arquitetônico e natureza exuberante, Porto Seguro foi tombada pelo IPHAN em 1973 e declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco em 2000. São 90 km de belas praias cercadas pela Mata Atlântica, com coqueirais, lagoas, rios e cachoeiras. A estrutura turística conta com ampla rede hoteleira e gastronômica e muitas opções de ecoturismo e esportes.

Localizada a 720 km de Salvador, Porto Seguro é cercada por paraísos litorâneos cuja beleza é reconhecida nacional e internacionalmente, como Arraial d’Ajuda, Trancoso e Caraíva, além do arquipélago de Abrolhos, ponto privilegiado para a prática de mergulho e avistagem de baleias Jubarte.

Porto Seguro e região

Principais Atrativos

Praias

As praias de Porto Seguro têm areias claras e mar azul escuro. Algumas das mais freqüentadas são a de Taperapuã, Mundaí (bastante procurada por famílias), Curuípe (com águas calmas e poucas ondas), Ponta Grande (ondas fortes), Cruzeiro, Itacimirim e Mutá.

Centro Histórico

O conjunto arquitetônico de Porto Seguro inclui uma série de preciosidades históricas. Destacam-se o marco de posse do território, trazido em 1503 por Gonçalo Coelho; a Igreja da Pena, erguida no mesmo ano em estilo barroco rococó; o Farol da Marinha, de 1535; o Paço Municipal (Casa da Câmara e Cadeia), construído em 1772 e que hoje abriga o Museu do Descobrimento; e o Chalé do Dr. Antônio Ricaldi (1885), além da Igreja da Misericórdia, da Capela do Colégio do Salvador e das ruínas do Colégio dos Jesuítas (1534) e do Fortim, edificação do Século XVII. Museu do Descobrimento O acervo do museu divide-se em temas como ritos e crenças, mapas e viagens, encontro e povoamento, além de exposições temporárias e uma réplica da antiga cadeia. Praça Pero Campos de Tourinho (Cidade Alta). Segunda a sexta, 11h30 às 17h30.

Memorial da Epopéia do Descobrimento

O memorial possui um jardim botânico com 20 mil m2. Seu acervo inclui uma réplica da nau capitânia da esquadra de Pedro Álvares Cabral, com 30 m de comprimento. Avenida Beira-mar (Praia do Cruzeiro). Segunda a sábado, 8h30 às 17h.

Monte Pascoal

Primeiro ponto de terra firme avistado pela frota de Cabral, o Monte Pascoal tem 536 m de altura. Está localizado em uma área de 14.480 hectares que inclui uma reserva dos índios pataxós. Abriga um dos últimos resquícios da Mata Atlântica na região e várias espécies ameaçadas de extinção.

Passarela do Álcool

O casario colonial da orla é ocupado por bares, restaurantes e lojas. À noite, é tomada por barracas que vendem artesanato e bebidas; a Capeta – feita com vodca, guaraná em pó e leite condensado – é a mais típica da região. Além dos bares com música ao vivo, a passarela é palco de shows e eventos populares.


Voltar

Porto Seguro e região

Atividades

Porto Night

O Porto Night reúne casas de shows e barracas em festas realizadas todas as noites. O local recebe decoração tropical, com mesas de frutas, fogueira, dança típica e shows.

Recife de Fora

Área de preservação permanente, o Parque Municipal Marinho do Recife de Fora apresenta grande diversidade de fauna e flora, incluindo 16 espécies de corais.

Voltar

Porto Seguro e região

Gastronomia

A gastronomia de Porto Seguro mescla elementos da culinária indígena com temperos da cozinha africana – destaque para vatapá, cururu, sarapatel e acarajé. Há também opções de cozinha internacional.

Voltar

Porto Seguro e região

Artesanato

Sementes, madeiras, folhas de palma, coco e barbante são largamente utilizados no artesanato de Porto Seguro. Com estes materiais os índios pataxós produzem trilhos e toalhas de mesa, cortinas, cestaria, esculturas, placas de identificação, máscaras decorativas, réplicas de prédios históricos e de embarcações, entre muitos outros itens. As garrafas com pinturas em areia colorida também são típicas da região.

Voltar

Porto Seguro e região

Negócios e Eventos

Com 38 mil leitos na rede de hospedagem e toda a riqueza natural, Porto Seguro se tornou um pólo do turismo de Negócios e Eventos, dispondo de um centro com capacidade para 2,1 mil pessoas.

Centro Cultural e de Eventos do Descobrimento

Rodovia BR 367, s/no (73) 3288-8400 www.bahiatursa.ba.gov.br/ccp

Voltar

Porto Seguro e região

Arredores

SANTO ANDRÉ

Localizado a 30 km de Porto Seguro, mais 10 min de balsa, Santo André é um lugar tranqüilo, ideal para quem está à procura de sossego. Além das praias pouco freqüentadas por turistas, outra atração é o Parque Ecológico do Santuário, com trilhas em meio à mata.

SANTA CRUZ CABRÁLIA

Com belas praias de areia clara e muitos coqueiros, Santa Cruz Cabrália foi o palco das primeiras missas realizadas no Brasil (celebradas por Frei Henrique de Coimbra, capelão da armada de Pedro Álvares Cabral, no distrito de Coroa Vermelha). O povoado nasceu em 1503 às margens do rio Mutary, quando os primeiros missionários, aventureiros e degredados da esquadra portuguesa chegaram à região. Em função dos freqüentes ataques indígenas, algumas décadas depois a Vila de Santa Cruz foi transferida para um platô na foz do rio João de Tiba, onde se encontra o Centro Histórico. Na parte alta da cidade ficam os principais atrativos históricos e culturais, como a Igreja Nossa Senhora da Conceição, construída no Século XVII, a Casa de Câmara e Cadeia, prédio do Século XVIII, e ainda as ruínas de um Colégio Jesuíta do Século XVI. Do Morro do Mirante de Coroa Vermelha se tem uma vista privilegiada de toda a histórica baía. Santa Cruz Cabrália fica a 22 km de Porto Seguro e a 729 km de Salvador.

ARRAIAL D’AJUDA

Localizado a 573 km de Salvador e a 5 km de Porto Seguro, percorridos por balsa, tem belas paisagens formadas pelo entrelace dos manguezais, arrecifes e o encontro do rio com o mar. Oferece 20 km de praias de águas mornas e transparentes, com coqueirais e falésias – destaque para as praias do Parracho, Apaga-fogo, Rio da Barra, Pitinga, Aracaípe, Mucugê e Taípe. A areia branca, as redes nas varandas e as casinhas coloridas compõem um cenário tipicamente nordestino.

TRANCOSO

Antiga aldeia jesuíta “redescoberta” por hippies na década de 1970 – quando não passava de um punhado de casas ao redor de uma igreja –, a vila de Trancoso se tornou um pólo turístico, com muitos hotéis, pousadas, lojas, bares e restaurantes. Entre praias de diversos estilos, há points para surfistas, como Patimirim, e mergulhadores, como a Ponta do Corumbau. O mirante localizado atrás da igreja oferece vista privilegiada do mar da região. Trancoso fica a 43 km de Porto Seguro e a 613 km de Salvador.

CARAÍVA

Trata-se de uma vila de pescadores que mantém o estilo rústico graças à dificuldade de acesso, com alguns quilômetros de estrada de terra e proibição de circulação de veículos nas estreitas ruas de areia da vila, cercadas de árvores frutíferas. Ainda assim, muitos turistas chegam a Caraíva, distante 70 km de Porto Seguro e 751 km de Salvador. A localidade sobrevive do turismo, da pesca e do artesanato em madeira e coco produzido pelos índios pataxós, que se concentram na aldeia Barra Velha, localizada aos pés do Monte Pascoal, marco histórico do Descobrimento do Brasil. Entre as praias mais conhecidas estão a de Curuípe, antiga aldeia de pescadores; a de Satu, batizada com o apelido de um nativo que conta “causos”; a do Espelho, com muitos corais; a de Juacema, onde o mar se encontra com formações lacustres de água doce; e Jacumã, com muitos coqueiros.

PRADO

Na região onde hoje fica Prado, a 785 km de Salvador, ocorreu o primeiro contato de Pedro Álvares Cabral com os índios brasileiros, na praia de Barra do Cahy, no distrito de Cumuruxatiba, hoje habitado por pescadores e índios pataxós. A cidade tem construções do Século XVII, como a igreja de Nossa Senhora da Purificação e casas pintadas em cores vivas, que hoje servem de residência ou abrigam estabelecimentos comerciais, em especial bares e restaurantes. O Beco das Garrafas concentra as melhores opções gastronômicas, com ênfase na comida típica baiana.

ALCOBAÇA

Com belas praias de areia fina e clara, a cidade tem prédios históricos como os sobrados do Senador Melgaço e de Pedro Muniz, a Cacimba do Conselho e a igreja de São Bernardo. Um clima de aventura e mistério cerca a cidade por conta das lendas sobre tesouros que os corsários franceses teriam enterrado ali, séculos atrás. Alcobaça fica a 830 km da capital baiana.

CARAVELAS

Localizada em Área de Proteção Ambiental próxima do Parque Nacional Marinho de Abrolhos, a cidade atrai milhares de visitantes o ano inteiro, interessados em desfrutar de suas praias de areias brancas, ilhas, coqueirais, rios e clima tropical. A diversidade da fauna e flora, as águas quentes e cristalinas e os inúmeros naufrágios ocorridos na região são convites para a prática do mergulho. Os pontos mais freqüentados são a Enseada da Ilha de Santa Bárbara, as cavernas das Siribas e a carcaça do cargueiro Rosalina, naufragado em 1939. O rio Caravelas atrai praticantes da pesca esportiva e de esportes náuticos. Cercada pelo rio, a ilha de Pontal do Sul é ideal para quem procura contato com a natureza. Entre as construções datadas do Século XVIII, destacam-se a Capela Santa Efigênia e a Igreja Matriz de Santo Antônio, cujo acervo inclui imagens sacras em estilo barroco. Caravelas fica a 830 km de Salvador.

ABROLHOS

“Abre os olhos quando te aproximares da terra.” Referência aos perigos da navegação na área – são inúmeros os parcéis semi-submersos, prontos para afundar mais um barco –, a frase é creditada a Américo Vespúcio, que chegou ao local em 1503 e teria assim inspirado a criação do nome do arquipélago, localizado a 72 km de Caravelas, de onde partem embarcações regularmente para Abrolhos. Mais de três séculos depois, em 1832, o arquipélago foi visitado por outro expoente da história universal: Charles Darwin encantou-se com a beleza e diversidade de espécies do lugar. Essa riqueza passou a ser protegida em 1983, com a criação do Parque Nacional Marinho de Abrolhos. No mar, além de várias espécies de peixes, crustáceos e moluscos, o lugar abriga corais, esponjas e tartarugas marinhas. Em terra, atobás, fragatas e grazinas, entre inúmeras outras espécies de aves marinhas – muitas são migratórias. As baleias Jubarte podem ser avistadas de julho a novembro, quando procuram a região para se reproduzir. O arquipélago de Abrolhos é formado por cinco ilhas vulcânicas: Santa Bárbara, Sueste, Guarita, Siriba e Redonda.


Voltar

Porto Seguro e região

Acessos

Por via aérea

Vôos diários partem das principais capitais do país.

Por via rodoviária

De Salvador: BRs 324, 101, 367.
De São Paulo e do Rio de Janeiro: BR-101, BR-367.

Distâncias de Porto Seguro

Salvador: 653 km
São Paulo: 1.481
km Rio de Janeiro: 1.106 km


Voltar